Flerte Curativo

Estranho...
esse meu peito apertado,
sufocando,
agoniado
com vontade de gritar.

Mas me basta um "oi"
ou aquele olhar safado,
de paquera
ou o apaixonado,
para ele libertar-se.

E tudo muda,
ele expande,
se reverte,
uma catarse acontece
e ele palpita a brincar.

Mas que delícia,
que milagre,
essa malícia
que meu peito
me ensina
com esse agonizar!

Que basta um afeto,
um afago, 
ou outro gesto, 
um olá
ou um olhar 
e ele próprio faz o resto.

Tudo melhora,
agora grito
só de alegria,
e o algo estranho,
que havia,
agora é,
o não olhar.
----------------
Marco Paschoal

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ser Ilha!

Pra você.