Ego x Coração (parte 4) Tudo novo e sem fim...

Sem vacilar, ela lhe disse:

 Pois então...
 nós somos ego & coração,
 revezamos sentimentos...
 de amores e de lamentos,
 de orgulho e desprendimento.

 Mas por favor,
 não faça assim comigo,
 esse seu toque em meu umbigo
 é desaforo, é tortura nesse meu desabrigo.

 É lógico que gosto de seu achego,
 mas agora, não tem mais apego,
 hoje, é só mais um desejo.

 Meu olhar, realmente não mente,
 me largo sim,
 me dou enfim...
 mas hoje faço isso, só por mim.

 Não confunda, não invente.
 Somos agora, pessoas diferentes.

 Se quero seu colo?
 Sim...
 e quero agora,
 mas depois do suor,
 vamos embora,
 eu para um lado, oposto ao seu.

 Pois prometi,
 para aquele meu futuro,
 um presente só meu,
 sem cobrar pensamentos
 sem sonhar sentimentos
 sem somar desentendimentos.

 Só vou forçar agora
 um relacionamento sério, comigo.
 Serei eu, o meu abrigo,
 o aconchego,
 o perigo,
 o destino que sempre procurei.

 Então é isso!
 Eu me amarei agora,
 farei tudo por mim,
 serei minha submissa, enfim.

Ele entende.

E nesse dia,
se lambuzam de carinho,
gargalham de tanto suor,
exalam felicidade,
dão disritmia naqueles corações carentes de palpitações felizes,
esquecem do ego dentre aquelas quatro paredes.
Namoram de um jeito que nunca conseguiram antes.

E agora?

Bem...acho que acabarão sendo muito mais íntimos que antes,
pois agora não existem cobranças de sentimentos, atitudes,
pois agora existe liberdade,
pois agora existe o Amor de fato,
o amor do afeto.

Agora sim vão conseguir se conhecer e perceber tudo que o outro tem e não tem.
Sem idealizar,
só observando,
sendo de verdade,
dia após dia,
cada um no seu canto,
por enquanto...
------------------------
Marco Paschoal

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ser Ilha!

Pra você.